Sábado, 11 de Agosto de 2007

Nos proximos episódios

No hospital, Flor fica sensibilizada com uma menina muito triste, Cátia que a conduz a uma sala cheia de meninos tristonhos. A ama muito tocada faz palhaçadas para os animar.
Eugénia mostra-se muito compreensiva com Máximo e aceita o convite de Tomás para ir à mansão, depois do pequeno ter contado uma história super dramática em que a mãe Flor, abandonou o pai Máximo para ficar com o amigo Lourenço.
Lourenço confronta Flor e pergunta se sente algo por Máximo, ela nega.

As bruxas e seus aliados reúnem-se porque estão preocupados com as saques ás contas bancárias do conde. Lourenço tranquiliza porque sabe o que está a fazer. Araújo, Magda e Delfina querem meter a mão nas contas.
Flor não entende as acusações de Eugénia, esta explica a Máximo que o filho contou tudo. Tomás faz um ar de inocente, mas posteriormente é castigado.

Afonso e Olívia são surpreendidos pelos pais da última a beijarem-se. Ela disfarça mas o primo está disposto a assumir, até que cai o amuleto sobre o qual tem estado sob efeito e ele fica confuso. Olívia expulsa-o e fica a sós com Rosário e António que querem saber a verdade, ela conta que voltou para Bernardo e pede para esquecerem o que se passou com Afonso.
A enfermeira pede a Flor que a ajude com Cátia, a menina corre para ela emocionada.
Delfina fica sob efeito de um dos amuletos de Flor e é amorosa com todos.
A bruxa filha declara o seu amor a Lourenço, Araújo e Afonso. Estão todos estupefactos com o seu comportamento. Entretanto chega Pacheco, o especialista em crimes informáticos que confirma que o ladrão é um hacker e sugere contratarem outro para apanhá-lo.

 

Flor encontra-se com a enfermeira e com a sua banda quando chega o director do hospital. Com a ajuda de Cátia Flor tranca o director do hospital para os Floribella poderem actuar.
Delfina está absolutamente obcecada com feitiços e invoca os poderes dos amuletos. Magda tenta demovê-la a parar, mas a filha prepara mais um que acaba numa explosão.
Depois de pressionar Helga, Máximo vai até ao hospital e deixa-se conduzir pela música para procurar Flor e os miúdos.
A presença de Cátia faz com que Máximo e Flor falem calmamente. A enfermeira agradece o gesto da ama.

Máximo pede a Evaristo que faça um esforço para que o hacker se sinta confortável, entretanto Cátia surge na mansão e abraça-se ao Conde a chorar.
Lourenço disfarçado de hacker fica sob efeito do amuleto do amor e declara-se a Flor.
Máximo não sabe quem é Cátia, Flor explica quem é a menina. O Conde diz que ela não pode ficar na mansão e sugere que a levem de volta para o hospital.
O Pai de Olívia está determinado a levar a filha para longe de Afonso, tudo porque percebe que existe um sentimento forte entre ambos.

Flor deixa Cátia passar a noite na mansão, contudo avisa que a pequena terá que regressar para o hospital.Afonso pede ajuda a Flor para convencer os tios que o beijo que deu a Olívia foi um acidente.

Os pais de Olívia tentam convencer a filha a regressar com eles para casa, surge Afonso que se finge sonâmbulo e beija a tia. Os tios ficam convencidos e a prima também entra no jogo.
Flor mente a Máximo que a pequena Cátia ficou no hospital. O hacker é cúmplice da ama nesta mentira. O Conde tem ciúmes dele e pressiona-o a trabalhar.

 


As bruxas descobrem que o hacker é Lourenço disfarçado.
António fica convencido que Afonso é mesmo sonâmbulo depois de Flor ter confirmado a doença.

Flor necessita dos dados de Máximo para os processos das crianças no colégio, Máximo fica perturbado com a hipótese de ela ser ladra.
Chegam novos clientes ao ginásio Flor Amarela, entre eles, João. Martim reconhece-o, recorda que beijou Luz e impede a sua frequência. Discutem e arma-se uma confusão que ninguém consegue controlar.

Flor decidida a contar a Máximo que Cátia continua na mansão é confrontada com uma explosão do Conde que a acusa de ser ladra!
Máximo responsabiliza Flor pelo roubo informático, ela fica reacção, também Delfina fica espantada.
Afonso tenta resistir a assistir à reunião, mas a chegada do coordenador do grupo e a pressão do tio obrigam-no a entrar na sala.
Evaristo encontra as roupas do hacker, Lourenço revista-as e encontra um DVD que contém uma declaração do mulato para o Conde. O hacker assume o roubo e iliba Flor.
Cátia convence Flor que Lourenço e o hacker são a mesma pessoa.
Máximo sente-se culpado por ter acusado Flor e incrimina Lourenço, que por sua vez se mostra indignado e liga para o banco.

Lourenço explica a Delfina qual o seu plano: separar Máximo de Flor e fazer com que ela apenas confie em Lourenço. A bruxa filha está radiante.
Flor esconde Cátia no seu quarto quando vem Máximo que insiste em pedir-lhe desculpa por a ter acusado dos crimes informáticos.

Máximo desconfia de Flor quando recebem na mansão a visita da enfermeira que informa que Cátia desapareceu e que vão informar o director do hospital e a polícia.
Rosa e Tomás descobrem que Cátia está escondida na mansão, eles aceitam ocultar a presença da pequena a Máximo.
No hospital, Flor concorda em trazer Cátia de volta mas sem que o director saiba. A ama não conta que o director oiça a conversa entre ela e a enfermeira e fique fora de si.
No ginásio, Manel insiste que não é Henrique, ele quer-se inscrever mas ninguém o leva a sério. Mais tarde chega Henrique e todos agem como se ele já lá estivesse estado.
Afonso abatido, diz a Olívia que não aguenta mais a situação e que está a pensar seriamente ir-se embora.
Convicto de que foi adoptado, Henrique procura Manel em sua casa, é a Tia do sósia que lhe abre a porta, também ela os confunde.
Afonso volta a ir ao grupo de sonâmbulos anónimos e desabafa com toda a sinceridade. Olívia assiste emocionada.
Máximo confronta Flor com a presença de Cátia na mansão. Evaristo diz que a menina fugiu.


Flor alcança Cátia na rua quando chega o director do hospital com a polícia, acusando-a de raptora. A ama é algemada e resiste à prisão, Máximo tenta explicar o que se passou e é acusado de cumplicidade no rapto e também é levado para a prisão com Flor.
Flor e Máximo são presos nas celas e trocam acusações mútuas pelo sucedido.
Máximo é libertado por ser conde, mas este pede um favor especial à policia e é fechado na mesma cela que Flor.
Máximo diz a Flor que o problema dela é não assumir os seus sentimentos e prepara-se para beijá-la. Surge Graça, uma presa que obriga a pedir desculpas a Flor.

Não Percas, de Segunda à sexta, as 18 Horas na SIC!

publicado por Rita e Janita às 15:13
link do post | comentar | favorito
Em Manutenção